Publicado 28/02/2019 - 14h43 - Atualizado // - h

Por Wesley Magalhães

A frente do esportivo Chevrolet ficou encorpada reforçou a pegada dinâmica do modelo

Divulgação

A frente do esportivo Chevrolet ficou encorpada reforçou a pegada dinâmica do modelo

Marcando seu território, o Chevrolet Camaro 2019 chega às concessionárias no primeiro trimestre do próximo ano mais imponente, com transmissão automática sequencial de dez marchas e controle de largada. “Popularizado” no país com o início da importação oficial no final de 2010, o esportivo correu sozinho e alcançou mais de seis mil unidades vendidas, porém, vinha perdendo terreno para o rival Mustang, que é importado oficialmente para o Brasil agora.

Para reagir, o esportivo incorpora agora novidades já oferecidas pelo rival como o modo ‘burnout’, para ‘fritar’ os pneus traseiros em pistas. O câmbio foi desenvolvido em parceria com a Ford, mas cada fábrica produz o seu. A programação e acerto das marchas é feito por cada montadora também. Melhor para o Camaro, que manteve uma linha mais bruta, mantendo seu tom mais esportivo. Por outro lado parece faltar “barulho” no motor que segue sendo o mesmo 6.2 V8 de 461 cv e 62,9 kgfm de torque, no entanto, um sistema de ressonadores intensifica o ronco do som do motor dentro da cabine em giros mais altos.

As atualizações visuais deixaram o ‘muscle car’ mais agressivo. A nova versão traz novos faróis em full led, além do capô, grade e para-choque remodelados. As lanternas perderam o tom vermelho, ficaram maiores e harmonizam com o para-choque de linhas mais musculosas. Na lateral, o diferencial fica por conta das rodas de 20 polegadas. A curiosidade no desenho do modelo é a “gravata” da Chevrolet vazada na frente, que colabora para o arrefecimento do motor.

Por dentro o destaque é a central multimídia de terceira geração que agora tem tela de maior definição e resolução, microfone extra para melhor reconhecimento do sistema de comando de voz, integração com os comandos do ar-condicionado e possibilidade de atualização via Wi-Fi. Pelo multimídia é possível escolher a cor dos leds que decoram a cabine. São 24 combinações, incluindo agora 8 opções degradês. Vale ressaltar ainda a adoção do retrovisor central com câmera de ré para melhor visibilidade em manobras. Item muito útil em veículos esportivos com linha de cintura alta e teto baixo. O Camaro também oferece volante com aquecimento, bancos dianteiros com climatização e ajustes elétricos com memória para o do condutor, ar-condicionado dual zone, além de partida remota da ignição.


Cambio de dez marchas otimiza o desempenho

Na mecânica, a principal novidade é o câmbio de dez marchas, que substitui a anterior, de oito. A relação entre as trocas são mais curtas e permitem que o motor trabalhe em giro otimizado, possibilitando a sensação de retomadas mais vigorosas. Outra vantagem são as trocas mais suaves e o ganho de eficiência energética em velocidades de cruzeiro, quando o motor V8 é capaz de desligar quatro cilindros para economizar combustível.

Com a nova transmissão, o Camaro 2019 ganhou a função de controle de largada, conhecido também como “launch control”, própria para autódromos. Com a função devidamente selecionada no painel, é preciso usar os dois pés para iniciar o controle de largada. Enquanto o pé esquerdo no freio segura o carro, o pé direito no acelerador eleva o giro do motor. No momento em que um gráfico no quadro de instrumentos aponta o momento exato, basta liberar o freio para o carro arrancar. O Camaro é capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em 4,2 segundos, enquanto a velocidade máxima é limitada eletronicamente em 290 km/h para o cupê.

Para parar o V8, freios de competição com quatro pistões Brembo. Outro destaque é o avançado sistema de vetorização do torque, que usa recursos do controle eletrônico de estabilidade para a máxima performance do carro em curvas, possibilitando que as rodas recebam quantidade distinta de torque, na medida exata para a otimização da tração.

Escrito por:

Wesley Magalhães