Publicado 01/04/2019 - 17h15 - Atualizado 01/04/2019 - 17h21

Por Daniela Nucci

Ao molho, frito ou assado, o bacalhau é o queridinho nas datas religiosas e  ainda faz um  bem danado para a saúde

Leandro Torres/AAN

Ao molho, frito ou assado, o bacalhau é o queridinho nas datas religiosas e ainda faz um bem danado para a saúde

É só chegar a Páscoa que o bacalhau vira o destaque na mesa da família brasileira. Democrático, o peixe pode ser servido ao molho, frito ou assado. Independentemente da forma como é preparado, o bom e velho bacalhau é uma herança dos portugueses, os primeiros a introduzir o produto na alimentação, pois, no período da colonização, eles buscavam alimentos que não fossem perecíveis para resistir às longas navegações pelo Atlântico. Era chamado de ‘fiel amigo’. E com razão, já que faz bem à saúde.
“A composição nutricional do bacalhau refogado em 100g, possui 1,2 g de lipídeos poliinsaturados e 1,1 g de monoinsaturados, além de cálcio, magnésio e proteínas”, diz a nutricionista clínica e doutora pela Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Ana Lúcia Alves Caram.
Apesar das vantagens do bacalhau, para quem sofre com o excesso de ácido úrico, é recomendado evitá-lo, pois pode aumentar a retenção de ácidos no corpo. “Quando o nosso organismo metaboliza adequadamente o ácido úrico, que é produzido pelo organismo, na quebra da proteína purina, presente em alguns alimentos, a taxa fica aceitável, porém quando isso aumenta, deve-se evitar o consumo elevado de alimentos e bebidas ricos em purinas, como os peixes, frutos do mar, sardinha, salmão e carnes vermelhas”, orienta Ana, que lista alguns benefícios do bacalhau.
Ajuda a proteger a pele
Segundo Ana, existem relatos na literatura que a deficiência de ômega 6 tem associação com a pele seca, apresentando descamação, comprometimento na cicatrização, manchas na pele, cabelos secos, unhas frágeis e quebradiças.
Saúde cardiovascular
Para a nutricionista, o elevado consumo de peixes potencializa um baixo índice de doenças coronárias, uma vez qu e agem na prevenção de doenças cardiovasculares e ateroscleroses, além disso exerce efeito protetor contra alguns tipos de cânceres, como o de mama, cólon e próstata.
Bom para a cabeça
Estudos também destacam papel importante no desenvolvimento e na função do sistema nervoso central. Auxilia no tratamento de artrite, hipertensão arterial e trombose, segundo a profissional. 
De dar água na boca
Dois chefs de renomados restaurantes ensinam receitas dessa saborosa iguaria para a Páscoa
Restaurante Empório Santa Therezinha
O chef Gildevan Silva Santos, conhecido como chef Santos, mostra duas receitas do cardápio do restaurante:o Bacalhau com Natas e o Bacalhau com Crosta de Azeitona Preta.
- RECEITA
Bacalhau com Natas
Ingrendientes
- 300 gramas de bacalhau em lascas dessalgado
- 100 gramas de batata palito frita
- 30 gramas de cebola
- 20 gramas de alho
- 20 ml de azeite
- Cebolinha a gosto
Creme / Natas
- ½ litro de leite integral
- 300 ml de creme de leite
- 50 gramas de manteiga
- 50 gramas de farinha de trigo
- 20 gramas de cebola
- 2 folhas de louro
- Noz-moscada
- Sal a gosto
- Pimenta em pó branca a gosto
Para a farofa de parmesão com salsinha
- 10 gramas de salsinha
- 50 gramas de parmesão
Modo de preparo
Refogue o bacalhau com cebola, alho e azeite. Para o creme / natas, refogue a cebola no azeite, acrescente o leite, a noz-moscada, louro e pimenta. 
Preparo do roux: composição da manteiga com a farinha de trigo, que é a base para dar o ponto do creme. Aqueça a frigideira, coloque a manteiga e vá acrescentando a farinha de trigo até que fique cozida. Adicione esta base ao leite e mexa até se tornar uma base homogênea. Corrija o sabor. Misture o creme, o bacalhau refogado e batata frita crocante. Finalize com cebolinha.
Farofa de parmesão com salsinha: misture a salsinha e o parmesão.
Montagem
Em um prato, coloque a mistura de bacalhau e creme/natas, polvilhe a farofa de parmesão e leve ao forno para gratinar. Sirva quente.
Bacalhau com Crosta de Azeitona Preta
Ingredientes
- 2 postas de bacalhau dessalgada (cerca de 400 gramas)
- Farinha de rosca para empanar
- 1 litro de óleo
Para a Crosta de Azeitonas Pretas
- 100 gramas de azeitonas (60 gramas para bater e 40 gramas para picar na ponta da faca)
- 50 gramas de maionese
Modo de preparo
Deixe as postas de bacalhau em um processo de dessalgue por dois dias, fazendo a troca de água três vezes ao dia, colocando bastante gelo. Uma vez dessalgado, passe as postas na farinha de rosca e frite. Para a crosta, deve-se bater 60 gramas de azeitonas pretas com a maionese e depois mistura 40 gramas de azeitonas picadas com a ponta da faca, para fazer uma crosta mais grosseira. Passe esta pasta de azeitona sobre as postas fritas e leve ao forno para gratinar.
Sugestão de acompanhamento: risoto de palmito
Restaurante Vila Paraíso
O Chef Ricardo Barreira destaca o Bacalhau Narcisa do cardápio da casa e destaca que o diferencial é dominar a técnica de dessalgue e ter a paciência e o cuidado de finalizar a dessalga no momento ideal.
Bacalhau Narcisa
Ingrendientes
- 700 gramas de lombo bacalhau
- 8 folhas de louro
- 2 cebolas em pétalas
- 2 dente alho laminado
- 300 ml azeite extra virgem
- 8 batatas pequenas
- 100 gramas de brócolis
- 100 gramas de azeitona portuguesa
MODO DE PREPARO
Corte o lombo do bacalhau e deixe 4 dias dessalgando em água gelada e gelo. Faça uma camada com a cebola em pétalas. Em cima, coloque o bacalhau, a azeitona , o azeite, a batata , o alho e o brócolis. Refogue o prato no azeite, manteiga e sal. Por último, coloque o bacalhau para assar ao forno em 180 graus de 30 a 40 minutos.

Escrito por:

Daniela Nucci