Publicado 15/05/2019 - 12h33 - Atualizado 17/05/2019 - 19h25

Por Da Agência Anhanguera

OSMC: Concertos pedem respeito à orientação sexual de cada um

Cedoc/RAC

OSMC: Concertos pedem respeito à orientação sexual de cada um

A Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas faz, nesta sexta (17) e sábado (18), no Teatro Municipal José de Castro Mendes, concerto especial da Semana Internacional Contra a Homofobia. A regência será do diretor artístico e maestro titular Victor Hugo Toro, tendo o tenor Flávio Leite como solista convidado.
O programa abre como a obra Ballet Suite, de Jean-Baptiste Lully, e prossegue com Les illuminations, Op.18, de Benjamin Britten. Para finalizar, a Suite No.1, Op.43, TH 31, de Piotr Ilitch Tchaikovsky. A entrada é franca, bastando trocar um quilo de alimento não perecível pelo ingresso uma hora antes do início da apresentação nas bilheterias do teatro.
Também conhecido como Dia Mundial de Luta Contra a LGBTIfobia, a data foi escolhida para lembrar a exclusão da homossexualidade da Classificação Internacional de Doenças da Organização Mundial da Saúde (OMS), em 17 de maio de 1990. Nesta data são organizadas diversas atividades que promovem e apoiam a igualdade de direitos das pessoas da comunidade LGBT para que seja possível formar uma sociedade baseada na tolerância e respeito ao próximo, independente da sua orientação sexual. Os concertos são parte das atividades do Fórum Campinas pela Paz 2019, que teve início em 27 de abril. Também dão início às atividades do Mês da Diversidade, com atividades que seguirão até junho.
A sociedade vive, na atualidade, muitos impactos sociais, econômicos e ambientais, em que os conflitos éticos, morais, sociais e bélicos se mostram cada vez mais intensos. “A busca pela redução desses conflitos e pelo estabelecimento de uma cultura de paz, de valorização dos direitos humanos e de Justiça, em que os princípios do respeito, solidariedade e fraternidade estejam presentes nas relações, exige, além de um movimento coletivo, a reflexão individual de que cada um, para promover efetivamente a mudança que se deseja ver no mundo”, afirma a secretária de Assistência Social, de Pessoas com Deficiência e Direitos Humanos, Eliane Jocelaine Pereira.
“Temos plena convicção de que o melhor caminho para isso é a paz. A paz que só pode ser plena com direitos humanos e justiça para todos. Nesse sentido, por meio do Movimento Campinas Pela Paz, organizado pela Prefeitura de Campinas, reafirmamos o esforço permanente de fortalecer o engajamento social na promoção da cultura de paz, dos direitos humanos e da busca por justiça”,completa Eliane.
Sobre o solista
Presença frequente nas temporadas dos principais palcos nacionais, Flávio Leite tem se firmado como um dos mais atuantes e versáteis cantores líricos brasileiros de sua geração. Acumula experiência em óperas que vão desde Il Combattimento di Tancredi e Clorinda de Monteverdi à Lulu de Alban Berg e Carmina Burana de Karl Orff. Com especial atenção às óperas de compositores brasileiros contemporâneos, nos últimos anos fez as estreias mundiais de diversas peças. Desenvolve ainda ampla atividade como camerista e solista em oratórios e obras sinfônicas. Flávio Leite é pós-graduado pelo Conservatório Superior del Liceu, em Barcelona e Mestre em Música pela Universidade Federal do Rio de Janeiro.
AGENDE-SE
O quê: Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas – Concerto pelo Dia Internacional contra a Homofobia
Quando: sexta e sábado (17 e 18/5), às 20h
Onde: Teatro Municipal José de Castro Mendes (Praça Corrêa de Lemos, s/nº, Vila Industrial, Campinas; fone: 3272-9359)
Quanto: um quilo de alimento não perecível (exceto sal). (Entrada de crianças apenas acompanhadas e maiores de 12 anos)
Obs: é expressamente proibida a entrada após o início do concerto.

Escrito por:

Da Agência Anhanguera

×