Publicado 15/05/2019 - 11h22 - Atualizado 15/05/2019 - 11h22

Por Carlos Rodrigues

Diego Cardoso tem oito gols na temporada:

Letícia Martins/Guarani FC

Diego Cardoso tem oito gols na temporada: "Serão jogos difíceis fora, mas temos condições de somar pontos"

O resultado positivo conquistado diante do Vitória na segunda-feira não só valeu ao Guarani a primeira vitória na Série B do Brasileiro, como também serviu para deixar o ambiente bem mais leve. A reabilitação após 79 dias de jejum devolve a confiança ao grupo e aumenta o otimismo para a sequência do campeonato, que prevê duas partidas consecutivas fora de casa. A primeira no sábado, contra o Paraná, e depois na terça-feira, diante do Criciúma.
O sentimento de recuperação foi especial também para Diego Cardoso. Na rodada anterior, o atacante havia desperdiçado um pênalti na derrota para o Oeste e chegou a chorar após ser substituído, mas contra o Vitória fez o primeiro gol e ainda participou do terceiro, anotado por Arthur Rezende. "Tive uma infelicidade lá em Barueri. Fiquei triste porque treino quase todo dia pênaltis e naquele momento ia empatar podendo até virar. Mas agora tive a felicidade de poder marcar. Futebol é isso, de altos e baixos", disse ontem, na reapresentação do grupo.
Segundo o jogador, artilheiro bugrino na temporada com oito gols, a vitória fará com que o time trabalhe com mais tranquilidade até o próximo desafio.
“Foi um alívio porque a gente sabe que o grupo vem trabalhando muito forte. Tira um pesinho das costas para agora continuar evoluindo”, pontua. “É continuar caminhando e focado, sabendo que serão jogos difíceis fora, mas temos condições de somar pontos”.
O técnico Vinícius Eutrópio parabenizou o grupo pelo resultado, mas sabe que ainda há muito trabalho a ser feito para tornar o Guarani competitivo da forma que se espera.
“Vamos continuar trabalhando. Podem chegar jogadores e temos muita coisa para acertar. Mas são duas coisas que estou batendo muito, que é ser um time mais aguerrido e ofensivo. Vamos passo a passo”.
Um dos ‘jogadores que podem chegar’ mencionados pelo treinador bugrino é Igor Henrique. Dispensado recentemente pela Ponte Preta, o volante entrou no radar do Guarani. A diretoria não confirma e nem comenta o assunto, mas o jogador já foi procurado e a expectativa é de um desfecho positivo nos próximos dias. O temor bugrino é o risco de um outro clube aparecer e, com mais poderio financeiro, tentar atravessar a negociação.

Escrito por:

Carlos Rodrigues