Publicado 01/07/2019 - 15h01 - Atualizado 02/07/2019 - 16h58

Por Fábio de Mello

O quarteto Rodrigo, Braz, Vânia e Danilo forma a equipe que conduz o boteco; no destaque a coxinha de massa de cabotiá com carne seca

Fábio Mello/AAN

O quarteto Rodrigo, Braz, Vânia e Danilo forma a equipe que conduz o boteco; no destaque a coxinha de massa de cabotiá com carne seca

O União Futebol Clube, time do bairro Cidade Jardim, chegou a disputar a primeira divisão da Liga Campineira Amadora, mas encerrou suas atividades esportivas em 2006. O local que foi sua sede por muitos anos, no entanto, ainda abriga uma equipe campeã em outra atividade. A esquadra de elite formada por Braz, sua esposa Vânia, sua sogra Maria, e seus filhos Rodrigo e Danilo continua a bater um bolão e hoje se dedica integralmente ao maior dos seus troféus: o Bar do Braz.
O tradicional boteco foi fundado em 1977 e conquista seus frequentadores desde então pela qualidade e variedade do cardápio e, principalmente, pela simpatia da família. A casa conta com porções de tilápia, traíra espalmada e sem espinha, filé de lambari (acreditem, também sem espinha!), linguiça, contrafilé, dobradinha e uma generosa estufa recheada de quitutes, como o delicioso torresmo e a coxinha baianesa (baiana com japonesa), de massa de cabotiá recheada com carne seca, a nova queridinha da clientela. Recomendo a porção de moela, que é bem limpa e servida ao molho, e o saboroso bolovo, que é feito com apenas meio ovo e fica mais equilibrado com o sabor da carne moída.
O espaço também é privilegiado. Além do balcão e do salão, há a opção de ocupar mesas na calçada ou até as que ficam do outro lado da rua, ao lado da churrasqueira, sombreadas por árvores e cercadas com grama, onde, durante a sexta-feira e o sábado, se apresentam músicos de moda de viola e pagode. A bodega também tem estacionamento, que fica em frente ao local.
Para beber, a birosca oferece as cervejas mais tradicionais, sempre muito geladas, inclusive as puro malte, caipirinhas de fruta e diversos rótulos de destilados. Quando vou à noite, costumo pedir um Jack Daniels com Coca-Cola ou uma cachaça com jambu. Saúde!
SERVIÇO
Rua Itapecirica da Serra, 1445 - Cidade Jardim, Campinas. Aberto de segunda-feira a sábado, das 10h às 23h
Essa é boa!
Estatísticas do álcool 
O sujeito sai tropeçando de um bar. Ele está totalmente embriagado. Mal se põe em pé. Mesmo assim, ele vai em direção ao carro e está tentando abrir a porta quando um guarda se aproxima e diz:
— O senhor bebeu demais. Não devia fazer isso. Lembre-se de que todos os anos centenas de brasileiros morrem devido à mistura do álcool com o volante.
— Isso é problema de vocês hic! Eu sou português!

Escrito por:

Fábio de Mello