Publicado 11/07/2019 - 20h31 - Atualizado 11/07/2019 - 20h31

Por AFP


A Colômbia ofereceu, nesta quinta-feira (11), uma recompensa equivalente a cerca de um milhão de dólares por Jesús Santrich, ex-chefe da Farc procurado por suposto narcotráfico, que pode ter fugido para a Venezuela, segundo o governo.

O general da polícia Óscar Atehortua anunciou no Twitter uma "recompensa de até três bilhões de pesos" para quem dê informações que permitam capturar Seuxis Paucias Hernández - nome legal de Santrich.

Mais cedo, o presidente Iván Duque disse que o congressista e ex-negociador da dissolvida guerrilha das Farc pode ter fugido para a Venezuela.

"Essa probabilidade é real porque está perto da zona onde ele fugiu e nós estamos monitorando isto com todas as autoridades", acrescentou o mandatário em uma entrevista à Emisora Atlántico da cidade de Barranquilla (norte).

Santrich, que tem 52 anos e uma aguda deficiência visual, passou a ser um dos homens mais procurados do país após descumprir, na terça-feira, uma diligência de interrogatório pela suposta tentativa de traficar cocaína depois de ter assinado o acordo de paz em 2016.

A Suprema Corte ordenou sua captura e pediu à polícia internacional (Interpol) para emitir uma circular vermelha para sua localização e prisão com fins de extradição.

Escrito por:

AFP