Publicado 12/08/2019 - 14h09 - Atualizado // - h

Por Daniela Nucci

Saltos nas alturas, que vigoram há anos em nome da elegância, começam a desaparecer das vitrines e dos pés castigados das mulheres

I Stock

Saltos nas alturas, que vigoram há anos em nome da elegância, começam a desaparecer das vitrines e dos pés castigados das mulheres

Quem já saiu de casa toda produzida e confiante para um evento com um salto alto e, no meio da festa, percebeu que foi uma péssima escolha? Apesar de serem glamorosos, esses sapatos podem causar um tremendo desconforto após algumas horas de uso, deixando os pés e as pernas doloridos. Graças à nova tendência dos saltos baixos, a mulher não precisa passar por isso! Afinal, é possível manter a elegância em festas usando sapatos de salto baixo ou sem salto nenhum. “As mulheres estão cada vez mais adeptas dos sapatos baixos, e isso ocorre devida ao papel da mulher na sociedade moderna. Na década de 80, as mulheres não tinham tantas funções e independência como hoje, entre outros motivos como o conforto e a praticidade. Com o minimalismo em alta e o estilo esportivo cada vez mais em evidência a promessa é que eles fiquem de vez e cada vez mais modernos e estilosos”, diz a consultora de imagem, Carol Nogueira. Algumas famosas, por exemplo, já desfilaram em tapetes vermelhos com sapatilhas, sandálias rasteiras e tênis e continuaram deslumbrantes. A ideia pode seguir em casamentos, outras festividades e até no ambiente de trabalho. Foi lançada até uma campanha pelas japonesas contra a “obrigatoriedade” do salto alto nos escritórios. Uma petição foi entregue ao governo no início de Junho, para protestar contra a rígida convenção de usar sapato de salto alto no trabalho. A iniciativa foi concebida pela atriz Yumi Ishikawa e rapidamente ganhou o apoio de 19 mil pessoas. "Apresentamos um manifesto pedindo uma lei que proíba os empregadores de forçar as mulheres a usarem salto alto, o que é discriminação sexual e constitui assédio", disse Ishikawa a jornalistas, após uma reunião com autoridades do Ministério do Trabalho, que ainda não reagiu ao pedido.
Saltos altos, grandes vilões
Muito comum entre as mulheres, o salto alto pode ser perigoso para a saúde da mulher e causar lesões graves como o Neuroma de Morton. “Esta lesão pode ser provocada ou agravada pelo uso do salto alto. Temos alguns nervos nos pés, chamados de nervos digitais, que podem ser comprimidos levando a inflamação”, explica o médico Rodrigo Pagnano, chefe do departamento de Ortopedia e Traumatologia da Faculdade de Ciências Médicas da Unicamp. Os sintomas são dor latejante que piora com sapato fechado e bico fino, só alivia quando se tira o calçado, além de sensação de dormência nos dedos do pé e o encurtamento da musculatura da panturrilha. Entre os tratamentos adequados, o ortopedista recomenda adequação do sapato, diminuindo o salto e com a frente do calçado mais larga, além de alongamentos da musculatura posterior. O joanete também pode ser piorado com calçados de salto alto e bico muito fino.

Escrito por:

Daniela Nucci