Publicado 12/08/2019 - 14h58 - Atualizado // - h

Por Diego Cunha

Fritz oferece seis tipos de cerveja acompanhados de pratos típicos servidos no salão interno ou no beer garden

Maíra Errerias/ Especial para AAN

Fritz oferece seis tipos de cerveja acompanhados de pratos típicos servidos no salão interno ou no beer garden

Repleto de influências alemãs, a Fritz chegou a Campinas em 2002 com o desejo de conquistar os campineiros com seus chopes e cervejas artesanais de primeiríssima qualidade. Fundada em Monte Verde (MG) por uma família de imigrantes alemães, no ano de 1993, a cervejaria mantém até hoje a cidade mineira como seu único polo produtivo. De lá partem os 6 tipos de cerveja produzidos pela casa, as quais viajam o Brasil rumo às 25 unidades espalhadas pelo País.

A Weizen, cerveja que incorpora cravo-da-índia e banana ao sabor do trigo, resulta em um paladar equilibrado. É uma das mais procuradas pelos clientes. Além dela, a Köelsch, de alta fermentação, a Dunkel, de sabor amargo e coloração escura, a Natur, de baixa fermentação, a Klar, refrescante e de coloração dourada, e a IPA completam o menu da Fritz.

Para acompanhar entre um gole e outro, o estabelecimento possui um cardápio com variadas opções de pratos típicos da culinária alemã. O pastel de eisbein, recheado com joelho de porco desfiado e catupiry, e o schlachtplatte (receita ao lado), prato ideal para reunir a família e os amigos, composto de porções caprichadas de eisben, kassler, salsichões, chucrute e batata souté, são apenas alguns dos sucessos de público.

Outro destaque no Fritz é o sistema conhecido como “Clube do Chope”, no qual o cliente adquire um barril de chope de até 100 litros e pode se servir sempre que frequentar a cervejaria. A casa conta com um salão interno espaçoso e um beer garden, varanda externa muito comum nos tradicionais bares e cervejarias na Alemanha.


Receita

Schlachtplatte

Ingredientes:

- 1 eisbein (joelho suíno)
- 4 salsichões alemães
- 300g de chucrute
- 500g de batatas cozidas
- 2 karré suíno

Modo de preparo:

Para o tradicional schlachtplatte alemão é necessário primeiramente cozinhar as proteínas: o eisbein deve ser cozido a vácuo por quatro horas, para em seguida ser levado ao forno, a 230 graus, por vinte minutos. As salsichas devem ser assadas no forno por quatro minutos, enquanto o karré defumado é assado no forno por dez, também a 230 graus. Para o chucrute, prepare um repolho em conserva, temperando com bacon, cebola, folha de louro, pimenta em grãos e vinho branco seco. Refogue. Por fim as batatas, que devem ser cozidas e levadas ao forno por 4 minutos.

Escrito por:

Diego Cunha