Publicado 01/12/2019 - 06h00 - Atualizado 29/11/2019 - 14h46

Por Do Correio

O Campo dos Amarais em Campinas

Reprodução

O Campo dos Amarais em Campinas

SOLUÇÃO PARA O PROBLEMA DO CAMPO DOS AMARAIS
O Campo dos Amarais, tradicional aeródromo campineiro, e que antes de surgir o Aeroporto Internacional de Viracopos era quem servia Campinas no setor, embora em estado precário, parece que não tem mesmo um destino certo. Isto porque, desde que foi construído, tem encontrado pela frente sérios obstáculos que ameaçaram e ainda ameaçam a sua existência. Primeiramente foi quando o Exército se instalou na cidade, ficando o aeródromo dentro da área militar. Contudo, graças ao bom entendimento entre os militares e os civis, o Campo dos Amarais continuou seu funcionamento normal naquela área, sendo movimentado principalmente pelo Aeroclube de Campinas.
 
CAMPINAS PODERÁ TER ENSINO INTEGRADO EM 70
Em quatro municípios piloto a serem escolhidos esta Semana - e Campinas é um dos mais cotados, ao lado de Santos, Ribeirão Preto e Sorocaba - será instalado a partir de janeiro de 1970 o Programa de Educação de Base - PIEB - um plano elaborado pelos técnicos do Plano de Amparo Social, sob supervisão direta de Dona Maria do Carmo Abreu Sodré, primeira Dama do Estado. O PIEB conta com o apoio integral das Secretarias da Fazenda, Saúde, Trabalho e Promoção Social que estão aguardando os resultados das pesquisas oficiais para indicarem quais os quatro municípios onde julgam deva ser inicada a implantação do PIEB.
 
EUA SEMPRE SUBESTIMARAM POTÊNCIA DO VIETCONG
O general William Westmoreland, ex-comandante-chefe no Vietnã, afirmou aqui que, se tivessem continuado os bombardeios aéreos do Vietnã do Norte, a guerra do Vietnã já estaria terminada ou a ponto de terminar. Esta declaração foi feita no dia 8 de outubro ante a subcomissão da Câmara para os créditos militares, mas não foi divulgada até hoje. O general Westmoreland, atual chefe de Estado-Maior Geral do Exército norte-americano, declarou-se na referida data de acordo com a política do presidente Nixon no Vietnã. Acrescentou que os Estados Unidos haviam subestimado sempre a potencia do inimigo no Vietnã e que haviam estimado, contudo, com excesso a capacidade das forças sul-vietnamitas.

Escrito por:

Do Correio