Publicado 22/03/2020 - 06h00 - Atualizado 20/03/2020 - 15h43

Por Do Correio

Autoridades no monumento a Carlos Gomes

Reprodução

Autoridades no monumento a Carlos Gomes

MAGNÍFICA CONCENTRAÇÃO ESCOLAR E TE DEUM
Ontem na parte da manhã, frente ao túmulo de Carlos Gomes, foi realizada uma grande concentração escolar, promovida pela Comissão de Festejos do I Centenário da ópera "II Guarani". Milhares de estudantes e delegações compareceram com seus escolares uniformizados fanfarras, bandeiras, ornamentações, sob a orientação do Maestro Oswaldo Antonio Urban, Coordenador pela Comissão de Festejos e Delegacia de Ensino Secundário Normal de nossa cidade. Com a presença dos srs. dr. Eugenio Alatti, vice prefeito municipal e Secretário de Educação e Cultura, prof. Rubem Costa, Diretor da Divisão Regional de Educação, professores, Luiz Gagliardo, Otelo Lomonaco, Alencar Pereira de Almeida e demais elementos representativos da arte, cultura e ensino de Campinas, as comemorações se desenvolveram de forma bastante magnífica.
 
GARRASTAZU MÉDICI TEM APLAUSO DO POVO
Durante a visita que fará ao presidente Garrastazu Médici segunda-feira, o deputado Geraldo Freire pretende dizer-lhe da impressão que vem recolhendo de seus companheiros de Congresso, e de partido também das pessoas com as quais tem mantido contato em Minas Gerais e outros Estados, de aplausos pelas primeiras manifestações do presidente da República. "O presidente Médici é bem visto até por adversários as suas convicções sobre o homem do campo, expostas nas primeiras manifestações publicas, foram recebidas por enorme agrado por todos os brasileiros que vivem no interior". O futuro presidente da Càmara agradecerá ao presidente a sua escolha para a liderança do governo e depois para presidente da Câmara.
 
CAMBOJA NÃO QUER SER MAIS COMUNISTA
O general Lon Nol, novo presidente do Conselho de Cambodja, atacou o Vietcong e anunciou que seu governo "impedirá por todos os meios sua implantação" numa declaração difundida pela rádio. "Para isto, afirmou Lon Nol, serão empregados todos os meios políticos, diplomáticos internacionais". Cambodja, afirmou o General, continuará sem se afastar de sua política de independência, de neutralidade e de integridade nacional traçada pelo povo. "Cambodja, afirmou, manterá relações amistosas e de cooperação com todos os países do mundo, sem distinção de regime ou de ideologia, sem aderir a nenhum pacto militar ou qualquer outro bloco ideológico".

Escrito por:

Do Correio