Publicado 17/05/2020 - 10h42 - Atualizado // - h

Por Daniela Nucci

A consultora de imagem Sylvia Mara Carmona Martins Teixeira aprovou as máscaras lenços pelo mix de estampas, cores e tecidos finos, como a seda, que dão a
sensação de aconchego

Divulgação

A consultora de imagem Sylvia Mara Carmona Martins Teixeira aprovou as máscaras lenços pelo mix de estampas, cores e tecidos finos, como a seda, que dão a sensação de aconchego

Com a obrigatoriedade do uso das máscaras na hora de sair de casa para trabalhar, ir a um supermercado, ou farmácia, muitas pessoas encontraram um jeito estiloso para se proteger do novo coronavírus: a máscara lenço. É claro que alguns cuidados relacionados à confecção e higienização são necessários. A médica infectologista Raquel Silveira Bello Stucchi, da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e consultora da Sociedade Brasileira de Infectologia, frisa algumas restrições para o uso da máscara feita em casa.
“O tecido mais recomendado para se fazer as máscaras caseiras é o algodão. Os lenços de algodão cumprem bem essa função e o importante é que tenham no mínimo uma camada dupla para aumentar a capacidade de proteção, lembrando de ter o cuidado de não tocar com as mãos na frente da máscara, seja lá do jeito que ela for”, diz Raquel. Além de não ser permitido compartilhar o acessório, a infectologista também recomenda a higienização com água e sabonete sempre que for usada.
Apaixonada por tecidos, a estilista Rosmarie Zonta, expert em moda noiva e festa, uniu o útil ao agradável em seu ateliê, que leva seu nome (@atelierosmariezonta), localizado no Cambuí, ao criar a máscara lenço. “Foi por acaso que comecei a fazer as máscaras estilo lenço. Na primeira semana da quarentena lembrei que tinha uns retalhos de algodão e comecei a fazer esse tipo de máscara para doação. Ela é costurada junto com o lenço. O pessoal gostou do estilo e começou a me encomendar em grande quantidade, de 30 a 50 peças”, diz a estilista, que precisou aumentar a equipe de profissionais.
“Chamei minhas costureiras e assistente e, desde então, estamos fazendo diversas peças. Das mais simples de algodão, em que uma parte encaminho para doações, às mais finas feitas com tecidos de seda e tule”, conta Rosmarie, que segue o padrão de proteção nesses tipos mais sofisticados. “Como são tecidos mais finos e leves, faço duas camadas de algodão 100% na parte da máscara em si, além de uma abertura para colocar filtro, e assim durar mais. Na parte de baixo, vai o lenço com o tecido original”, comenta Rosmarie. O resultado tem agradado às clientes. “As vendas estão ótimas. As clientes gostaram muito do estilo. Além de proteger, fica chique”, diz a estilista. “A peça é versátil. Como são costuradas juntas, quando a pessoa não quiser usar como máscara, é só virar que se transforma num lenço”, completa Rosmarie. De várias estampas, as clientes contam com lenços de animal print, florais, poás, geométricas até rendadas com pedrarias.
Sensação de aconchego e estilo
A consultora de imagem Sylvia Mara Carmona Martins Teixeira, de 48 anos, logo de cara se identificou com as máscaras lenços pela diversidade das peças. “Faço consultoria de imagem e gosto de mix de estampas e cores. O tecido é uma seda e quando peguei na mão já me senti acolhida neste momento que precisamos de um acolhimento, muita cor e estampas para amenizar a dor e sofrimento pelo qual estamos passando. Temos que nos jogar nessas estampas e cores para nos abrilhantar e nos dar a sensação de aconchego até tudo isso passar”, diz Sylvia.
Brilho e glamour
A empresária Monica Blazi, de 40 anos, se encantou com a novidade feita pela estilista Rosmarie e se identificou com a peça fashion. “Tenho uma empresa de bijuteria e meu foco é glamour, brilho e deixar as mulheres bonitas. Com essa pandemia onde tudo está preto e branco e não sabemos o dia de amanhã, continuo me arrumando e amo ter máscaras estilizadas. Conheci o trabalho da Rosmarie pela internet e me apaixonei. Escolhi a de renda bordada com pedrarias para levantar minha autoestima. Uso no dia a dia para as pessoas entenderem que não podemos ficar detonadas nessa quarentena. A máscara é o que eu sou, brilho e glamour”, diz Monica.

Escrito por:

Daniela Nucci