Publicado 17/05/2020 - 11h23 - Atualizado // - h

Por Luís Cesar de Souza Pinto

Vendido unicamente com cabine quatro portas, o Jeep Rubicon recebeu preparação que ajuda a encarar trilhas ainda mais radicais

Divulgação

Vendido unicamente com cabine quatro portas, o Jeep Rubicon recebeu preparação que ajuda a encarar trilhas ainda mais radicais

Mesmo com a maioria das concessionárias da marca fechadas por conta da pandemia de coronavírus, a Jeep acaba de lançar no Brasil o Wrangler Rubicon, a configuração mais extrema - e cara - do modelo. Com preço a R$ 419.990, o Rubicon pode ser adquirido pelos canais digitais da marca ou por telefone.
O Rubicon é o veículo de produção em série com a maior capacidade off-road do mundo. Além de ostentar legado e DNA da marca Jeep, o modelo recebeu uma preparação especial para enfrentar caminhos radicais e que inclui eixos Dana 44 com relação reduzida, molas com maior curso, bloqueio eletrônico dos diferenciais dianteiro e traseiro Tru-Lok, barra estabilizadora dianteira com desconexão eletrônica, suspensão 5 cm mais alta e pneus lameiros BF Goodrich de 33 polegadas. A carroceria tem uma proteção extra, que evita danos no impacto com pedras.

O Wrangler Rubicon traz motor 2.0 turbo de 272 cv e 40,7 kgfm de torque e transmissão automática de 8 marchas, ou seja, o mesmo conjunto mecânico da nova geração lançada aqui no ano passado.
Com uma capacidade de reboque de mais de 1,5 tonelada, o Wrangler Rubicon se mostra capaz em todas as situações, inclusive em áreas inundadas com até 76 cm de altura.

O nome Rubicon é usado pela Jeep há mais de 20 anos, e homenageia uma trilha no estado americano da Califórnia. Com aproximadamente 35 km de extensão, é considerada uma das pistas mais técnicas de condução off-road dos Estados Unidos.

Sistema abastece condutor com informações
O conteúdo tecnológico é outro destaque do Rubicon, como a central multimídia Uconnect com tela sensível ao toque de 8,4 polegadas. Outra exclusividade do modelo são as Off-Road Pages. Essas telas passam informações importantes como os graus de inclinação lateral e longitudinal do veículo, o modo de tração selecionado, o grau de esterço da direção, as coordenadas geográficas, altitude em relação ao nível do mar, entre outras.
O modelo possui ainda sensores frontais e traseiros, câmera de ré com linhas de grade dinâmicas e itens de alta tecnologia, como monitoramento de ponto cego e aviso de colisão frontal com alertas de frenagem ativa.

Escrito por:

Luís Cesar de Souza Pinto