Publicado 07/06/2020 - 08h00 - Atualizado 07/06/2020 - 11h52

Por Kátia Camargo

O Dia dos Namorados será comemorado na próxima sexta-feira, dia 12 de junho

iStock

O Dia dos Namorados será comemorado na próxima sexta-feira, dia 12 de junho

O Dia dos Namorados que se aproxima é a terceira data do calendário depois da Páscoa e do Dia das Mães em que as celebrações têm sido bem diferentes do habitual devido ao distanciamento físico, imposto pela pandemia do novo coronavírus.
Diante do cenário atual, alguns casais optaram por passar o dia distantes um do outro enquanto há aqueles que vão se encontrar ou já moram juntos. Mas o fato é que 12 de junho é uma data para celebrar o amor, independentemente de estarem juntos fisicamente ou separados.
Mas entre as opções está a de começar o dia com um café da manhã especial que pode chegar acomodado em uma cesta ou preparado dentro de casa para quem divide a moradia. Quem quiser, e não puder estar perto, poderá encomendar um presente para ser entregue em casa. Outra opção é preparar um jantar surpresa ou encomendar algo que os dois gostem, já que a abertura dos restaurantes da cidade para clientes na data ainda é incerta. Caso decidam passar separados, dá para pedir para entregar um jantar especial e caprichado na casa de cada um por meio de aplicativos de delivery.
Para casais que gostam de viajar, mas neste momento não é possível, entre as boas dicas está a de combinar de assistir o Google Arts & Culture, que permite que os usuários façam tours por museus e pontos turísticos sem sair de casa. Casais aventureiros conseguem caminhar, ainda que virtualmente, por grutas e cavernas do National Geographic.
Vale ainda deixar bilhetes românticos espalhados pela casa, fotos do casal, recordações e outros agrados espalhados pelos cômodos na residência. Aqueles que não moram juntos podem pedir ajuda a familiares para distribuir as declarações e, quem sabe, até gravar as reações do parceiro ou parceira.
Longe fisicamente, mas perto do coração
A estudante de pedagogia Carla Biatriz Monteiro de Carvallho, 21 anos, e Vinicius Marson Nascimento, 24 anos, analista de testes, vão passar o Dia dos Namorados separados fisicamente. “Não nos encontramos pessoalmente desde o dia 15 de março. Isso porque eu moro na Praia Grande e o Vinicius mora em Campinas. É muito ruim estarmos longe sem saber quando vamos nos encontrar pessoalmente de novo. Tínhamos acabado de ficar noivos e já havíamos combinado muitos encontros, viagens, passeios, pois sempre procurávamos nos ver nos finais de semana”, conta Carla.
Esse Dia dos Namorados os dois não vão se encontrar pessoalmente, mas ela já preparou várias surpresas para Vinícius que estão chegando à casa dele em Campinas. “Nessa semana do Dia dos Namorados faremos três anos de namoro. Estamos com muita vontade de nos ver, abraçar, beijar, mas não fazemos isso por cuidado. Meu pai trabalha na área da saúde e o Vinícius mora com a avó. Esse será nosso primeiro Dia dos Namorados longe um do outro. Mas, quando tudo isso passar sabemos que vai valer cada momento dessa angústia, pois nosso amor só tem aumentado e se fortalecido”, diz Carla.
Juntos, mas com cuidado
A estudante de direito Gabriele Viana Alves Garcia, 20 anos, namora há um ano com Matheus Correia, 23 anos, que trabalha em um escritório de contabilidade. Os dois se conheceram pelo aplicativo Tinder e pretendem passar o Dia dos Namorados juntos, mas com todos os cuidados que o período de distanciamento social exige. “No ano passado já estávamos namorando, mas como eu faço faculdade em Araçatuba e a data caiu em um dia da semana não nos encontramos. Comemoramos no final de semana seguinte. Neste ano estamos combinando de nos ver, mas claro com todo cuidado que o momento exige. Também não planejamos nada de muito especial, provavelmente vamos nos encontrar na casa do Matheus, e assistir a série que gostamos”, conta.
Gabriele destaca que desde começou o período de distanciamento social, ela e Matheus, se viram bem menos do que gostariam. Os encontros presenciais acabaram ficando mais raros. “A gente tem sido bem cuidadoso porque meu pai tem diabetes e pressão alta e Matheus continua trabalhando fora de casa, tendo contato com outras pessoas. Então, usamos máscara, não saímos e tentamos seguir todas as recomendações de prevenção tanto para nos proteger quanto para proteger o outro”, diz.
Ideia romântica atraiu a atenção dos amigos
A escritora Jane e o consultor gastronômico Thiago Lutti sempre fizeram da cozinha um local de verdadeiras declarações de amor, de encontros, de celebrações e de união. Tanto que criaram um Instagram chamado Gastrolitè no qual dividem a experiência culinária com outras pessoas. “Geralmente, sempre passamos o Dia dos Namorados em casa. Nós não tínhamos costume de jantar fora por conta da disputa de mesas nos restaurantes. E como estamos juntos há 15 anos sempre preparamos algo especial em casa mesmo”, conta Thiago.
Neste ano contaram aos amigos que tiveram a ideia de montar um cardápio prático para eles, mas que teria de especial uma playlist de músicas que remetem ao amor e poesias que tanto gostam de autores famosos. “Foi então que muitas pessoas começaram a pedir se não poderíamos preparar um box desses para eles. Alguns vão comemorar juntos e outros vão mandar para os seus parceiros. Como já trabalho como consultor gastronômico, resolvemos abraçar essa ideia e compartilhar nosso olhar”, conta Thiago.
Potência de estar juntos
O gerente de projetos Daniel Godoy, 41 anos, e a educadora Thais Pianucci, 34 anos, estão cozinhando quase que diariamente desde o começo da quarentena. Eles já não tinham o hábito de sair para jantar no Dia dos Namorados por conta do movimento nos restaurantes. “Sempre usamos esse dia para cozinhar juntos alguma coisa especial em que os dois participavam. Mas, como estamos fazendo isso com bastante frequência resolvemos encomendar algo especial e acabamos tendo a ideia de recorrer à ideia da Jane e do Thiago.

Escrito por:

Kátia Camargo