Publicado 01/08/2020 - 12h36 - Atualizado 01/08/2020 - 12h36

Por Carlos Rodrigues

O goleiro Jefferson foi o destaque no duelo que definiu a classificação do Guarani ao defender quatro cobranças na disputa por pênaltis com o Ituano

David Oliveira/Guarani FC

O goleiro Jefferson foi o destaque no duelo que definiu a classificação do Guarani ao defender quatro cobranças na disputa por pênaltis com o Ituano

Depois de uma suada classificação no último meio de semana, o Guarani recuperou parte da autoestima perdida com o fracasso de não alcançar as quartas de final do Campeonato Paulista. E hoje o Bugre tem novo confronto decisivo, contra a Inter de Limeira, às 11h, na Arena Fonte Luminosa, em Araraquara, em partida que definirá um dos finalistas do Troféu do Interior. Assim como na fase anterior, empate leva a disputa para os pênaltis e quem avançar enfrentará na decisão Red Bull Bragantino ou Botafogo, que jogam às 21h, no Canindé.
Será o segundo encontro entre os clubes no torneio — o primeiro aconteceu justamente na estreia, quando o Guarani atropelou e goleou por 4 a 0 em plena casa do adversário. Depois daquele jogo, o Bugre cresceu de rendimento, sonhou com a vaga na fase final, mas se frustrou. Já a Inter conseguiu reagir, escapou do risco de rebaixamento e ainda chegou a almejar uma classificação, o que não aconteceu.
Diante do novo cenário, a expectativa é de um jogo complicado. Herói na disputa de pênaltis contra o Ituano quando defendeu quatro cobranças e ainda converteu o seu, o goleiro Jefferson projetou dificuldades. "Aquele primeiro jogo contra a Inter foi muito bom da nossa parte. Conseguimos aproveitar bem as oportunidades que tivemos no início da partida e isso facilitou nossa proposta", relembrou. "De lá pra cá, muita coisa aconteceu. A Inter é uma equipe muito bem comandada pelo Elano, que cresceu durante a competição. Será uma semifinal muito igual".
O camisa 12 bugrino sabe que, para buscar um lugar na decisão, o Guarani terá que melhorar muito, principalmente em comparação ao último jogo. "A gente tem noção de tudo, de que precisa melhorar. A classificação veio contra o Ituano e temos mais uma oportunidade de seguir em busca dos nossos objetivos", destaca.
"Conversamos bastante sobre tudo o que aconteceu, o que precisamos evoluir e vamos fazer de tudo para que o jogo seja melhor que os anteriores. Vamos cientes do que precisamos fazer para levar o Guarani a essa final".
Com pouco tempo de preparação entre os jogos, mais uma vez a parte física será determinante na escalação do time. Serão pelo menos cinco baixas — o meia Giovanny e o atacante Rafael Costa estão lesionados, enquanto o lateral-direito Cristovam, o volante Igor Henrique e o atacante Alemão, que tiveram sintomas gripais, fizeram testes para Covid-19 e foram afastados do grupo por precaução. Assim, é provável que o técnico Thiago Carpini repita a formação titular do jogo contra o Ituano.

Escrito por:

Carlos Rodrigues