Publicado 17/10/2020 - 06h00 - Atualizado 16/10/2020 - 15h00

Por Do Correio

Aviões preparados para revoada

Reprodução

Aviões preparados para revoada

AEROCLUBE ABRE A SEMANA DA ASA COM REVOADA
O Aeroclube de Campinas, entidade fundada em maio de 1939, e instalada no campo dos Amarais, estará iniciando, a partir das 10 horas de hoje as comemorações alusivas à Semana da Asa, que transcorre de hoje até o dia 23. A diretoria daquele organismo, em conjunto com a Secretaria de Educação, elaboraram vários atos para marcar as comemorações. Hoje, a partir das 10 horas da manhã, cinco dos aparelhos do Aeroclube estarão sobrevoando a cidade em formação abrindo, assim, as comemorações. Ontem os pilotos do órgão filiado ao DAC estiveram reunidos com o instrutor Derlen Carlos Cassavia Veiga, oportunidade em que traçaram os últimos detalhes para apresentação de hoje.
 
CODI DESARTICULA TERROR DE LAMARCA EM SP
O Centro de Operações de Defesa Interna - COM - por meio da "Operação Bandeirante", acaba de desarticular completamente a regional de S. Paulo da organização subversiva "Vanguarda Armada Revolucionária", envolvendo 40 jovens de ambos os sexos. Desses elementos, que formavam no comando regional, e nos setores de inteligência, estudantil, de imprensa, operário e do interior, 24 foram presos e 16 estão foragidos. Dos 24 jovens presos, 10 responderão ao processo judicial em liberdade, por não terem atingido o grau de periculosidade ou de implicação no movimento terrorista que justificasse sua prisão preventiva.
 
CANADÁ ADOTA MEDIDAS DE GUERRA
O governo canadense proclamou a partir das 4,00 horas locais (8,00 GMT), a aplicação da lei de medidas de guerra. O primeiro ministro do Canadá, Pierre Elliott Trudeau apresentou na Câmara os decretos de lei impondo as medidas de guerra e pediu um voto de confiança. A lei das medidas de guerra é por um período que não deverá ultrapassar dia 27 de abril de 1971, a menos que as circunstâncias obriguem o governo a prolongar este período de urgência. O primeiro-ministro canadense, Pierre Elliot Trudeau, apresentou na Câmara dos Comuns o decreto que coloca a Frente de Libertação de Quebec (FLQ) fora da lei, em aplicação da lei sobre medidas de guerra. O decreto afirma que "o estado de insurreição temido existe e existiu a partir de 15 de outubro de 1970".

Escrito por:

Do Correio