Publicado 06/04/2021 - 14h35 - Atualizado 06/04/2021 - 14h35

Por Lucas Rossafa/ Correio Popular

Bidu é o principal ativo do atual elenco para ser negociado pelo Guarani nesta temporada

Thomaz Marostegan/ Guarani FC

Bidu é o principal ativo do atual elenco para ser negociado pelo Guarani nesta temporada

O Conselho de Administração do Guarani não trabalha com possibilidade de anunciar novas contratações nesta semana, a última disponível para inscrição no Campeonato Paulista.
Bem cauteloso no mercado, o Bugre não possui, por enquanto, nenhuma negociação em andamento.
Por conta da indefinição do calendário no Estadual, o Guarani adota discurso de monitorar as opções disponíveis e garante só realizar qualquer movimentação mais efetiva se o alvo aliar três quesitos importantíssimos: necessidade do elenco, aprovação do técnico Allan Aal e encaixe ao orçamento.
A principal prioridade, em caso de novidades no plantel, deve ser um centroavante.
Embora diversos nomes tenham sido consultados pelo Departamento de Futebol, nenhuma situação evoluiu por questões econômicas e inviabilizarão do Paulista durante a fase emergencial no estado.
O time campineiro, aliás, tem mais cinco vagas abertas para inscrição na Lista A - uma deve ser preenchida por Davó, à espera de regularização dos documentos para ficar à disposição da comissão técnica.
As outras quatro posições devem ser completadas por peças reveladas na base e em atividade com Aal: são os casos dos goleiros Jorge Pazetti e Lucas Cardoso, dos zagueiros Bruno Bianconi e Titi e dos atacantes Alan Leite e Wermeson.
Desde o fim da Série B do Campeonato Brasileiro, Guarani já oficializou 11 reforços: o goleiro Rafael Martins, o lateral-direito Éder Sciola, os zagueiros Airton e Thales, os volantes Índio e Rodrigo Andrade, os meias Andrigo, Régis e Tony e os atacantes Davó e Júlio César.
Pela Tangente
Bidu é o principal ativo do atual elenco para ser negociado pelo Guarani nesta temporada.
Cria das categorias de base e destaque na Copa São Paulo de Futebol Júnior de 2019, lateral-esquerdo, ciente da necessidade de venda neste ano, desconversou a respeito do assunto.
"Fico feliz por ser uma peça importante no elenco e para o clube também, mas sobre questão de venda e permanência eu deixo para que resolvam internamente. Eu continuo sempre focado, fazendo o meu trabalho, porque temos que nos preparar diariamente. Nunca sabemos o que pode acontecer", declarou, em coletiva de imprensa.
"Seguindo a resposta anterior, continuo com a cabeça boa. Procuro focar só no futebol. Sobre uma possível negociação, eu deixo para o clube. Vou procurar sempre dar o meu melhor dentro de campo para que eu possa me valorizar cada vez mais e para que eu possa ajudar ao clube cada vez mais", acrescentou.
A transferência de Bidu, titular absoluto desde o ano passado, já consta na previsão orçamentária do Alviverde em 2021 e pode ser sacramentada a qualquer momento, haja vista sondagens de grandes clubes do país.
Intocável com Allan Aal, ala, com contrato válido até 15 de março de 2023 no Brinco de Ouro da Princesa, segundo estimativa interna, deve render pouco mais de R$ 1 milhão aos cofres do Guarani.
Aos 21 anos, Bidu tem 60% dos direitos econômicos vinculados ao time campineiro, 49 participações oficiais e quatro gols marcados, sendo três na última edição da Série B do Campeonato Brasileiro - Cuiabá, Figueirense e Paraná. O principal concorrente pela vaga no elenco é Eliel, outro prata da casa.
Solidariedade
Como forma de celebração dos 110 anos, comemorados na última sexta-feira, 02 de abril, o Guarani tem distribuído duas mil cestas básicas às famílias mais necessitadas de Campinas,
Os produtos alimentícios foram adquiridos em parceria com os patrocinadores do Alviverde e têm sido espalhados entre as comunidades desde ontem, segunda-feira.
O clube contou com ajuda de jogadores e funcionários, os quais se encarregaram de encher o Flecha Verde com as cestas.

Escrito por:

Lucas Rossafa/ Correio Popular