Publicado 20/05/2021 - 11h27 - Atualizado // - h

Por Luiz Roberto Saviani Rey/Correio Popular


O governador João Doria está prestes a colocar em prática seu plano de racionalização funcional no estado, e uma das primeiras medidas poderá ser a transferência de toda a estrutura do Instituto Agronômico de Campinas (IAC) e de outros órgãos de pesquisa de São Paulo para o recém reformado prédio da Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (Cati-Campinas), localizado na Avenida Brasil. É mais do que a coluna tem informado. O plano é irreversível, e tem reação de políticos e de pesquisadores.

O destino do IAC 2

A proposta de Doria vem no sentido da racionalização de espaços, economia de custos operacionais e também da proximidade de órgãos afins. Mas atende ainda a preceitos políticos, já que muitos prefeitos do Interior reivindicam uso de prédios do Estado para soluções locais. Campinas entra na lista por conta de projeto do prefeito Dário Saadi de alocar secretarias e órgãos verdes no prédio administrativo do IAC, a esplanada de vidro da avenida Barão de Itapura.

"Nunca pensei que o país tivesse tanta vaga para charlatão" (Otto Alencar, senador da Bahia, para Ernesto Araújo, ex-chanceler)

FALA CORTADA
O presidente da CPI da Covid, Omar Aziz, precisou adiar para a manhã de hoje o prosseguimento da oitiva do ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello. Embora tenha respondido pontualmente às perguntas dos senadores, Pazuello deu algumas escorregadas, entendidas como forma de proteger Bolsonaro.

FALA CORTADA 2
Uma das falas mais fortes de Pazuello foi quando respondeu a questões sobre sua fala de que “Um dá ordem, o outro obedece”. O ex-ministro disse que “O presidente nunca me deu ordens sobre nada”.

****
Pazuello teve mal estar após os depoimentos de ontem, teve perda de consciência momentânea e precisou de atendimento médico. O socorro partiu do senador Otto Alencar (PSD-BA), médico ortopedista.

FALA CORTADA 3
Contudo, o adiamento se deu por conta da sessão ordinária do Senado, com apenas uma matéria para ser votada e mais de 23 senadores na fila para falar. A oposição interpretou como atitude para ganhar tempo.

PAUTA DA RMC
A crise hídrica e o desabastecimento estão na pauta da reunião da Associação do Parlamento da Região Metropolitana de Campinas, nesta quinta-feira. O Secretário do Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, ouvirá as queixas.
 
AO VOLANTE
O deputado Rafa Zimbaldi foi eleito esta semana presidente da Comissão Permanente da Assembleia Legislativa para assuntos de Transportes e Comunicações.

TRIÂNGULO DAS BERMUDAS
Nova encrenca no cenário político: Augusto Aras, Procurador da República, reclama de não ter sido consultado pelo ministro Alexandre de Moraes, do STF, para aprovar operação da PF contra o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. Eles não se entendem.

***
Salles, acusado de corrupção, teve o sigilo fiscal eletrônico quebrado e sofreu buscas da PF.

LENHA MOLHADA
No mesmo processo, o presidente do Ibama, Eduardo Bim, foi afastado do cargo por decisão do ministro do STF Alexandre de Moraes. Outras nove pessoas do órgão também foram afastadas. Ele é investigado na Operação Akuanduba”, que busca esclarecer contrabando ilegal de madeira. Eduardo Bim é advogado de Campinas. Foi procurador da AGU.

UM TAPA APENAS
Em atenção a leitores do Correio Popular: nota da coluna de ontem sobre “pugilismo” na Câmara Federal, informa a troca de socos entre deputados baseada em agências noticiosas. O fato é que houve apenas um tapa.

Escrito por:

Luiz Roberto Saviani Rey/Correio Popular