Publicado 15/05/2021 - 16h15 - Atualizado 15/05/2021 - 16h15

Por Thais H. Bento/Correio Popular

Moreno disse que sabe do potencial de Ygor Vinhas e da cobrança que é defender a camisa 1 da Ponte Preta

Álvaro Júnior/ Ponte Press

Moreno disse que sabe do potencial de Ygor Vinhas e da cobrança que é defender a camisa 1 da Ponte Preta

A Ponte Preta vai passar o final de semana focada em treinamento devido à classificação para a semifinal do Troféu do Interior. O time vai enfrentar o RB Bragantino, em Bragança Paulista, na próxima semana.
O dia e horário do jogo será definido neste sábado de manhã pela FPF, já que o adversário disputa a Sul-Americana e tem confronto agendado para terça-feira (18).
O time se reapresentou na sexta-feira e segue com o trabalho de treinamento físico e tático.
Após a vitória diante do Botafogo por 14 a 13 nos pênaltis, 0 a 0 no tempo normal, na última quinta-feira (13), o técnico Fábio Moreno parabenizou os jogadores e também valorizou o jogo do adversário.
"Eu entendo que o Botafogo-SP vinha de quatro resultados sem perder, vinha em uma reação muito forte, brigou para se classificar. Então, quando a gente tem uma coisa positiva, normalmente é credenciado à fragilidade do adversário, em vez das nossas qualidades. O que é efetivo e que foi determinante é a força de vontade dos jogadores. Foram 90 minutos tentando o tempo todo, com o adversário marcando com linha de seis, muito forte fisicamente. Mais que diminuir nossos adversários, é importante enaltecer a hombridade da Ponte", disse.
"Todos nós saímos mais confiantes pela partida que a gente fez. É ilusão que teremos uma partida mais fácil. É raro isso no futebol paulista. Tirando os clubes de maior orçamento, os demais estão nivelados numa mesma faixa. A gente sabe da dificuldade que é o campeonato e procura sempre levar a sério. Não tem jogo fácil, principalmente para a Ponte. Parece que os adversários procuram sempre se doar mais contra a gente", completou.
Todos os atletas, de ambas as equipes, bateram bem as cobranças de pênaltis e alguém precisaria brilhar naquele momento para garantir a classificação a uma equipe. Na noite de quinta, Ygor Vinhas levou a melhor. O jogador vinha sendo questionado dentro do clube e também pela torcida e não passava por um bom momento. Além de chegar a marca de 50 jogos pela Macaca, o goleiro defendeu duas cobranças contra o time de Ribeirão Preto e garantiu a classificação do time.
Fábio Moreno disse que conversou antes com o goleiro e que passou confiança a ele: "A estrela uma hora tem que brilhar, e a estrela dele brilhou. Tive uma conversa bastante longa, fiquei no carro com ele antes do treino de ontem (quarta), mostrando que futebol é feito de fases, deixando ele bastante tranquilo. A gente sabe do potencial dele e da cobrança que é defender a camisa 1 da Ponte, que já teve tantos goleiros históricos. É muito difícil ser goleiro da Ponte. Que bom que ele conseguiu retribuir a confiança. Foi satisfatório ver todo mundo vibrando com ele. É um grupo unido, que está junto. Independentemente do resultado, positivo ou negativo, a gente se fortalece na amizade."
Números
A quantidade de 30 cobranças feitas no jogo de quinta-feira igualou a marca de penalidades nos jogos mata-mata do Paulistão. Antes, no ano passado, Guarani e Ituano tinham cobrado o mesmo número de chutes também pelas quartas de final do Troféu do Interior.
A diferença é que no tempo normal o Bugre empatou em 1 a 1 e nos pênaltis ganhou por 11 a 10.
Série B
Apesar de estar na semifinal do Troféu do Interior, competição que tem como prêmio R$ 252 mil e uma vaga para a Copa do Brasil, a Ponte Preta não esquece da Série B.
Fábio Moreno respondeu também se a pouca efetividade do elenco no tempo normal do jogo para balançar as redes o preocupa pensando na Série B.
"Eu me preocuparia mais se a gente não estivesse criando. Estamos trabalhando, fizemos trabalho de finalização. Mas é importante ressaltar o domínio, as chances que tivemos, principalmente no primeiro tempo, com várias oportunidades."
A estreia da Ponte Preta no Campeonato Brasileiro será dia 30 de maio, domingo, contra o Brusque às 11h, em Santa Catarina. O grande objetivo e foco do clube é o acesso a Série A.

Escrito por:

Thais H. Bento/Correio Popular