tamanho da letra: A-| A+


29/05/2012 22:29:07.000
Bate-Bola

Coluna Bate-Bola de 30/5/12

Corrida contra o tempo
Com apenas três jogadores da base titular que chegou à final do Campeonato Paulista, o Guarani amargou ontem a sua primeira derrota na Série B. Com dois pontos em três rodadas, o time faz uma largada pior do que a do ano passado, quando conquistou cinco pontos no mesmo período. Tudo indica que o time deve melhorar quando Vadão puder contar também com Kleiton Domingues, Renato Ribeiro, Émerson, Domingos, Oziel, Bruno Mendes e talvez Neto, caso não seja negociado. Isso para não falar em Wellington Monteiro e Fumagalli, que se recuperam de lesões mais graves. É quase um time inteiro sem condição de jogo e, embora seja muito cedo, é bom que todos os departamentos que trabalham na recuperação ou liberação desses atletas disponibilizem vários deles o quanto antes para que Vadão tenha mais opções para mandar a campo um Guarani como a torcida quer ver.

Ter banco é fundamental
Com a saída de Fabinho, é importante que a diretoria contrate mais um atacante de  velocidade. Clebinho foi o jogador mais perigoso do Bugre ontem e tem tudo para ser o titular. Mesmo assim, Vadão precisa ter opções para mudar o jogo no 2º tempo, isso sem falar em eventuais desfalques por lesão ou suspensão. Ontem, o Joinville abriu o placar e o Bugre esboçou uma reação. Mas quando o time cansou e o treinador precisou mexer, aí os donos da casa tomaram conta do jogo. Para ter condições de brigar pelo acesso, o Bugre precisará de reservas de qualidade.

A frase
“Perguntei se alguém tem problema com o Joel, se tem alguém insatisfeito. Na minha frente, todo mundo disse que não.”
De Zinho, diretor de futebol do Flamengo, que queria saber se o elenco estava insatisfeito com o treinador.  Ronaldinho  não participou da conversa.

Um desperdício
O Brasileirão começou sem que a CBF lhe desse o merecido tratamento. A Série A melhora a cada ano graças a sua peculiar característica de possuir vários favoritos ao título. Não existe nenhum torneio relevante no planeta com tantos candidatos ao título. Além disso, é muito comum que alguns  favoritos se vejam ameaçados de rebaixamento. O crescimento da economia, a presença de grandes anunciantes e os melhores contratos com a TV dão aos clubes brasileiros a possibilidade de manter suas estrelas e contratar estrangeiros de qualidade. Como se vê, o Brasileirão tem um enorme potencial. Mas daí a CBF marca a 1ª rodada no dia da final da Liga dos Campeões. Na 2ª, realiza um amistoso da Seleção contra a Dinamarca, tirando dos clubes jogadores como Jefferson, Oscar, Damião e Lucas. A CBF não valoriza o excepcional campeonato que tem em mãos. Tomara que um dia isso mude.

A largada
O Brasileirão passou a ser disputado por  20 clubes em sistema de pontos corridos em 2006. Nas seis edições realizadas até agora, o campeão estreou com vitória em 2006 (São Paulo), 2007 (São Paulo) e 2011 Corinthians. Em 2008, 2009 e 2010, os campeões São Paulo, Flamengo e Fluminense estrearam com derrotas. Somente em 2008 e 2009 o time que viria a conquistar o título ficou as duas primeiras rodadas sem vencer. O Tricolor  iniciou a campanha do tri com uma derrota e três empates seguidos. Só  ganhou a primeira na 5ª rodada. No ano seguinte, o Flamengo largou com  derrota, empate e  vitória. O único campeão no atual formato que começou  com duas vitórias foi o Corinthians.

Largada inversa
Esses números mostram que o campeonato exige regularidade e que não é necessário já sair ganhando todas para erguer o caneco no final do ano. Porém, notamos que nenhum campeão começou com duas derrotas. Apenas Corinthians e Coritiba ainda não somaram pontos no Brasileirão  2012. É claro que isso não tira o semifinalista da Libertadores da luta pelo bicampeonato e também não transforma o Coxa em potencial candidato para retornar à Série B.

Pontos preciosos
Os clubes não devem esquecer, porém, que o Brasileirão não é como alguns campeonatos da Europa em que os times abrem 15 pontos de vantagem para o “concorrente”. Em 2011, o Vasco perdeu o título por dois pontos, o São Paulo ficou fora da Libertadores por um ponto, o Atlético-MG não pegou a Sul-Americana por um ponto e o Atlético-PR foi rebaixado por dois pontos. O início do campeonato não determina o futuro de ninguém, mas cada ponto disputado agora pode fazer enorme diferença lá na frente.

Números
34
MUDANÇAS
de líder teve a prova  das 500 Milhas de Indianápolis, maior marca da história da corrida.

10
PILOTOS
entre os 33 participantes lideraram a corrida ao menos por uma volta.

2
VOLTAS
foram lideradas por  Rubens Barrichello. Quem mais liderou foi Marco Andretti (59).

23
VOLTAS
foram lideradas por Dario Franchitti, o vencedor das 500 Milhas de Indianápolis.   
  
 

Mais Noticias
enviada por

31/05/2012 15:38:00      enviada por: Vagner Luis
Correção: Os "krakes" mesmo pedirão para jogar com os "pollos", enquanto a associação, esta sim, um dia vai pagar uma dívida que tem com a Série C. A justiça (divina?) não falha, pode tardar, mas não falha...

31/05/2012 08:19:00      enviada por: ANTI_PONTE
(anti_ponte@yahoo.com.br) MEU DEUS !!! QUANTA BOBAGEM. OS KRAKES DO SELETO ELENCO VOLTARÃO PARA A SÉRIE "B", DA MESMA FORMA COMO OS "POLIOS" RECONQUISTARÃO A SÉRIE "A". QUEM VIVER, VERÁ.

30/05/2012 16:36:00      enviada por: Deus
(deus@brasil.com.br) Rumo à Série C. Ou como dizem alguns dos craques do seleto elenco pollo, rumo a Cérie S.

30/05/2012 13:12:00      enviada por: ALEXANDRE
Carlo, que coisa horrível e o pior um time sem vontade, espero que ao menos o espírito de liderança do Domingos sacuda os caras sábado, agora cá pra nós, Ronaldo, Emílio, o próprio Medina, lastimável, coloca o menino Eduardo e avança o Sacramento para armador e no ataque Clebinho e qualquer um menos esses inoperantes, tem chão ainda mas sábado tem que ganhar de gol de canela, de barriga, de qualquer jeito

Nome:       E-mail: 
Quantidade de toques disponíveis:
Não divulgar meu e-mail   
Digite os caracteres que você vê na imagem
Imagem de Segurança