1. Você está aqui:  
  2. Home
  3.  > 
  4. notícias
  5.  > 
  6. Brasil

Dois aviões caem em menos de 24 horas em Jundiaí


Primeiro acidente aconteceu por volta do meio-dia deste sábado (05/02); já na sexta-feira (04/02), por volta das 18h, piloto fez pouso forçado com dois passageiros


05/02/2011 - 14h08 . Atualizada em 05/02/2011 - 20h08

Agência Estado    

Aeronave experimental ficou completamente destruída
(Foto: Fabiano Maia - Jornal de Jundiaí Regional)

Dois aviões de pequeno porte caíram em menos de 24 horas no município de Jundiaí, há 39 quilômetros de Campinas. Neste sábado(05/02), por volta do meio-dia, um ultraleve experimental motorizado com capacidade para duas pessoas caiu em uma área de mata, na margem da Alameda Cesp, localizada no bairro Almerinda Chaves, no Distrito Industrial.

No acidente, o piloto Eitel José Boller Mehler, de 63 anos, que segundo informações do Corpo de Bombeiros era o único ocupante, não resistiu aos ferimentos e morreu ainda no local.

Segundo informações da Polícia Militar (PM), Mehler era morador da Vila Mariana, em São Paulo. As causas do acidente ainda são desconhecidas.

A aeronave, prefixo PUJ-SK, havia saído do próprio aeroporto de Jundiaí e realizaria voos panorâmicos com direção a Tatuí, na região de Sorocaba, segundo informações do Ministério da Aeronáutica.

De acordo com os Bombeiros, no momento da queda, a qual ocorreu próximo a uma estação da Eletropaulo, a cerca de 10 Km do aeroporto de Jundiaí, o clima era favorável e não havia ventos fortes. Segundo funcionários do local, o avião perdeu contato com a base logo após levantar voo.

Após o choque com o solo, o avião não chegou a pegar fogo. O socorro foi solicitado por populares. Além dos bombeiros, técnicos do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) e também policiais civis, estiveram no local para realizar a perícia na área do acidente e do corpo.

O piloto ficou preso nas ferragens e, após ser retirado pelos bombeiros, seria encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Jundiaí.

Outro caso

Na sexta-feira (04/02), por volta das 18h, um monomotor, marca Cirrus, modelo SR-22, realizou um pouso forçado a cerca de 2 quilômetros da cabeceira do aeroporto de Jundiaí. A aeronave havia levantado voo e seguia para Sorocaba.

Na ocasião, os três ocupantes - o piloto e dois passageiros - que estavam na aeronave tiveram ferimentos leves. Segundo informações da Polícia Militar (PM) eles não precisaram ser levados para o hospital e pediram para não ter os nomes divulgados. 

O monomotor, de acordo com a polícia, teve perda de potência logo após sair do aeroporto de Jundiaí. A distância entre o monomotor e o solo era de aproximadamente 250 metros (400 pés).

Neste momento, o piloto teve que realizar uma manobra de emergência e foi obrigado a fazer o pouso de emergência. O avião, que teve danos no trem de pouso dianteiro e no bico, caiu dentro do Colégio Agrícola de Jundiaí, próximo ao local da decolagem. O caso deve ser investigado pela Polícia Civil de Jundiaí. O delegado de plantão Ari Carlos de Barros Júnior esteve no local para acompanhar os trabalhos de perícia do acidente.

  • {{{imagem}}}
  • {{{imagem}}}
  • {{{imagem}}}
  • {{{imagem}}}
  • {{{imagem}}}
  • {{{fonte}}}
  • {{{fonte}}}
  • {{{fonte}}}
  • {{{fonte}}}
  • {{{fonte}}}
1
2
3
4
5