1. Você está aqui:  
  2. Home
  3.  > 
  4. notícias
  5.  > 
  6. Campinas e RMC

Chuva em Campinas bate índice registrado na última estiagem


Quantidade de chuva deste ano segue a mesma tendência ocorrida em 2009, quando choveu um acumulado de 382 milímetros durante todo o período do Inverno


17/07/2012 - 19h20 .
Glaucia Santinello   AGENCIA ANHANGUERA DE NOTÍCIAS  
Compartilhar

Volume de chuva registrado em Campinas, de maio até esta terça-feira (17), acumula 255 milímetros
(Foto: Alessandro Rosman/AAN)

O volume de chuva registrado em Campinas, de maio até esta terça-feira (17), acumula 255 milímetros. Este índice já ultrapassa o volume acumulado em todo o período de estiagem do ano passado - de maio até setembro - e que foi de 149 milímetros, segundo informações da Defesa Civil de Campinas.

A quantidade de chuva deste ano segue a mesma tendência ocorrida em 2009, quando choveu um acumulado de 382 milímetros durante todo o período do Inverno. Apesar dos dados, o diretor da Defesa Civil, Sidnei Furtado, afirmou que ainda a cidade não está em estado de alerta.

Furtado explicou que Campinas conta com 23 sensores de chuva que fazem diariamente o monitoramento, o que permite ações preventivas. 'Com estes números, foram intensificadas os trabalhos preventivos', afirmou.

Apesar deste sistema de alerta e de monitoramento, a Defesa Civil já atendeu 136 ocorrências no período. Mesmo incomuns neste período, Furtado informou que as ocorrências predominantes têm sido alagamentos, riscos de desabamento e quedas de muro. Em todo o período de estiagem de 2011, a Defesa Civil registrou um total de 49 ocorrências. Em 2009, este número foi 206.

Segundo o Centro de Pesquisas Meteorológicas e Climáticas Aplicadas à Agricultura (Cepagri), as áreas de instabilidade associadas à formação de um centro de baixa pressão provocam as chuvas fortes com temporais - o que colabora para as quedas das temperaturas.

O frio não atinge apenas Campinas. Várias capitais do Brasil registraram na segunda-feira (16) a tarde mais fria dos últimos anos. Curitiba, por exemplo, bateu recorde de tarde gélida.

De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia, a temperatura variou entre 6,3°C e 9,4°C. Esta temperatura máxima de apenas 9,4°C na capital configura um novo recorde de frio para o ano de 2012. A menor temperatura máxima verificada anteriormente era de 11,4°C, no dia 09 de junho.

Em Campinas, a tarde de segunda-feira registrou 13,6°C e 16,6°C. De acordo com a diretora do Cepagri, Ana Avila, não foi o dia mais frio. Campinas registrou a mais baixa temperatura do ano na madrugada do último sábado (14). Os termômetros chegaram a marcar 5,8°C. Apesar do frio intenso, não foram notificados incidentes decorrentes do clima.