1. Você está aqui:  
  2. Home
  3.  > 
  4. notícias
  5.  > 
  6. Campinas e RMC

Mulher que liderava quadrilha é presa em Campinas


Agentes da Dise detiveram Simone Caminada, que era investigada por tráfico e roubo de carga; homem também foi preso


02/08/2012 - 16h34 .
Adagoberto Baptista   Portal RAC  

Uma mulher, investigada por comandar bando que age no tráfico de drogas e roubos de cargas na Região Metropolitana de Campinas (RMC), foi presa, em ação de policiais civis da Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (Dise) de Campinas, no final da tarde de quarta-feira (1º).

Ela foi detida após levantamento do setor de inteligência da Dise que, inclusive, descobriu a participação dela em roubo de carga de toalhas e roupas de cama, ocorrido em Sumaré, na manhã de quarta-feira.

Simone Helena Caminada e Rafael Araújo dos Santos foram cercados e presos na Vila Padre Anchieta, distrito de Nova Aparecida, área Norte da cidade, quando os policiais da Dise faziam observação à procura de Simone. Um revólver calibre 38 foi encontrado na residência da acusada. Esta arma foi a usada no assalto de horas antes, quando Simone empunhou o revólver e comandou o assalto.

As duas pessoas foram autuadas em flagrante pelo delegado assistente, Eduardo Miraldi, por roubo de carga, posse irregular de arma, receptação (pois o caminhão onde a carga foi colocada era roubado) e adulteração de sinal identificador de veículo - pois estava com placa falsa. Ainda contra a mulher pesou a investigação sobre tráfico de drogas e um mandado de prisão pedido pela Polícia Civil e expedido pela Justiça.

'As investigações continuam, mas serão mantidas em sigilo, pois pessoas ainda são alvo de apuração e podem ser presas. 'A divulgação de mais dados pode atrapalhar a ação policial', afirmou o delegado titular da Dise, Oswaldo Diez Júnior. A prisão de Simone e do comparsa foi parte de operação deflagrada pela Polícia Civil de Campinas entre quarta e quinta-feira (2).

A carga recuperada pelos agentes da Dise era de 242 caixas com diversos produtos de cama, mesa e banho. A mulher e dois comparsas renderam o motorista que fazia o transporte. O homem foi levado refém. Em determinado ponto entre Sumaré e Campinas, a mulher determinou que os dois comparsas passassem a carga do caminhão da vítima para outro, que estava com as placas falsas EUN-1230-São Paulo. Este veículo tinha sido roubado faz dias em Monte Mor e estava parado perto da casa de Simone.