1. Você está aqui:  
  2. Home
  3.  > 
  4. notícias
  5.  > 
  6. Caso Sanasa

Ex-primeira-dama chega de táxi com placa de São Paulo


Rosely Nassim Jorge Santos chegou à Cidade Judiciária em um táxi desacompanhada de seu advogado e não deu declarações à imprensa


25/05/2012 - 11h17 . Atualizada em 25/05/2012 - 21h48
Agência Anhanguera de Notícias    
Compartilhar

Rosely é acusada de ser a chefe da quadrilha que atuou nas fraudes de contratos da Sanasa desde 2010
(Foto: Edu Fortes/AAN)

Douglas Fonseca e com informações de Milene Moreto/AAN

A ex-primeira dama de Campinas Rosely Nassim Jorge Santos chegou à Cidade Judiciária desacompanhada e em um táxi com placa de São Paulo . Rosely não conseguiu desembarcar do veículo assim que chegou devido ao grande movimento em frente ao local da audiência. O taxista foi obrigado a ficar andando em círculos até conseguir um um espaço.

Rosely é acusada de ser a chefe da quadrilha que atuou nas fraudes de contratos da Sanasa desde 2010. Seu depoimento é o mais aguardado entre os réus, uma vez que nunca deu declarações e deixou de comparecer às oitivas quando o caso ainda era investigado. A ex-primeira dama nunca compareceu para depor tanto à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Corrupção ou nas convocações para depoimento da Justiça.

Mulher do prefeito cassado Hélio de Oliveira Santos, ela é acusada de chefiar os trâmites corruptos que culminaram com o impeachment de seu marido do cargo de chefe do Executivo campineiro.

Francisco de Lagos

O ex-diretor de comunicação da Prefeitura e também réu no processo do Caso Sanasa, Francisco de Lagos, chegou poucos minutos antes de Rosely e entrou para a sala de audiência sem dar declarações à imprensa.

Lagos também é acusado de participação nas fraudes de contratos da Sanasa e é listado como réu no processo que julgará os envolvidos no escândalo. O ex-diretor foi o último réu a chegar à Cidade Judiciária para o julgamento do processo que estava agendado para ter início às 11h desta sexta-feira (25).