1. Você está aqui:  
  2. Home
  3.  > 
  4. notícias
  5.  > 
  6. Nacional

Presos recebem chocolate e sabão recheados de maconha


Agentes penitenciários de Jundiaí desconfiaram do peso das encomendas e descobriram a droga


09/09/2011 - 12h10 . Atualizada em 09/09/2011 - 12h26
Alenita Ramirez   Agência Anhanguera de Notícias  
Compartilhar

Sedex com bombom, sabão em pedra e maconha
(Foto: Jornal de Jundiaí Regional)

Três detentos do Centro de Detenção Provisório (CDP) Tijuco Preto, em Jundiaí, foram presenteados com barras de chocolate e pedras de sabão. Os produtos, no entanto, estavam recheados com maconha. As encomendas chegaram por Sedex que foram enviados pelos pais dos presos.

Os pacotes foram entregues num intervalo de quase seis horas entre um e outro. Os dois primeiros continham chocolates recheados com maconha. O outro pacote tinha duas barras de sabão, também com maconha.

Agentes penitenciários desconfiaram do peso dos produtos e vasculharam o embrulho. Os detentos que receberam as encomendas são Carlos Luis Fidelis, 22 anos, Weverton Eduardo Benedito, 19 anos. O terceiro envolvido não teve o nome identificado.

A encomenda com bombom estava em nome de uma mulher, que segundo Fidelis seria a sua mãe. Dentro dos chocolates foram achados 79 pedaços de maconha, o equivalente a 18,1 gramas.

Na tentativa de inocentar a mãe, Fidelis alegou que algum inimigo teria enviado a encomenda para incriminá-lo. Já Weverton Benedito recebeu o chocolate em nome do pai. No seu pedido haviam 101 porções de maconha.  A Secretaria de Assistência Penitência e os Correios não responderam à reportagem.