1. Você está aqui:  
  2. Home
  3.  > 
  4. notícias
  5.  > 
  6. Nacional

Yorkshire é morta em pet shop de Curitiba


Laudo veterinário aponta que a cadela Mia, com 30 centímetros e pouco mais de 1,5 kg, apresentou parada respiratória, edema e sangramento na região do crânio


26/09/2011 - 18h34 . Atualizada em 26/09/2011 - 18h36
Agência Estado    
Compartilhar

Uma cadela da raça yorkshire morreu no dia 17, dentro de um pet shop, no Bairro Água Verde, em Curitiba. A morte aconteceu no momento em que um funcionário passava uma rasqueadeira, usado para tosa nos pêlos da cabeça do animal.

O laudo veterinário aponta que a cadela Mia, com 30 centímetros e pouco mais de 1,5 kg, apresentou parada respiratória, edema e sangramento na região do crânio.

A dona do animal registrou Boletim de Ocorrência na Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente, acusando o funcionário do pet shop de agressão.

O diretor do estabelecimento disse que demitiu o funcionário, mesmo acreditando que não houvesse intenção de matar o animal.

O rapaz, que trabalhava há cerca de um ano como tosador no pet shop, contou-lhe que a cadela projetou-se como se fosse mordê-lo e ele teve uma reação de afastá-la. 'Uma virada de pulso. Foi um ato impensado', afirmou o diretor.

De acordo com ele, quem trabalha há cerca de cinco ou seis anos com cães, como seria o caso de seu ex-funcionário, deveria estar acostumado com as reações dos animais.

No mesmo dia em que Mia morreu, o proprietário da loja presenteou a dona da cadela com um filhote da mesma raça. 'Foi para ajudar a dividir a dor', disse.