1. Você está aqui:  
  2. Home
  3.  > 
  4. Canal da Ponte Preta
  5.  > 
  6. Notícias Ponte Preta

Roger se dá bem e pega dois jogos de suspensão


Atacante da Macaca corria o risco de ser punido com até 120 dias no julgamento feito pelo STJD


02/07/2012 - 20h09 .
Paulo Santana   DA AGÊNCIA ANHANGUERA  
Compartilhar

Roger compareceu no julgamento e falou com os juízes do STJD: erros do árbitro em outros jogos ajudaram na defesa
(Foto: Elcio Alves/AAN)

A Ponte Preta pode se considerar vitoriosa no julgamento realizado, na noite desta segunda-feira (02/07), no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), pelas confusões durante o jogo com o Flamengo, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro, que terminou empatado por 2 a 2, com gol no último minuto no Majestoso. O atacante Roger, que corria risco de pegar até 120 dias de suspensão e multa de R$ 100 mil, levou apenas dois jogos de gancho e nada de multa.

Citado pelo árbitro matogrossense, Wágner Reway, o clube ainda poderia tomar multa de até R$ 100 mil por objetos que teriam sido atirados ao campo. O Tribunal acatou o pedido da defesa e multou a Macaca em apenas R$ 3 mil. Já os auxiliares Fabio Moreno e Juninho Lola, que também foram expulsos, tomaram quatro jogos.

De acordo com a súmula, Fábio invadiu o campo após o término do primeiro tempo — quando o placar marcava 1 a 1 —, e se dirigiu ao árbitro reclamando de forma acintosa, dizendo: 'Você não marcou nada pra nós. Você está nos roubando, seu safado'. Ele foi denunciado com base no artigo 243-F CBJD.

EM BUSCA DE UM ATACANTE

A diretoria da Ponte Preta vai buscar um novo atacante para compor o elenco. O experiente Alessandro, do América-MG, chegou a dizer na última sexta-feira (29/06) que estava bem próximo de um acordo com a Macaca, mas o executivo de futebol, Ocimar Bolicenho, descartou nesta segunda qualquer possibilidade.

O jogador foi procurado outras vezes. Inclusive, no início deste ano, quando a diretoria campineira tentou a contratação e não conseguiu por falta de acordo sobre salários. 'Ele foi oferecido várias vezes, mas não temos nenhuma definição. Posso garantir que hoje não há absolutamente nada', comentou Bolicenho.

Leia mais nas edições do dia 03/07/2012 dos jornais do Grupo RAC